Seu browser não suporta JavaScript!

Acesso à informação
Página Principal » Mulheres MIL

Mulheres MIL

WEBSITE MULHERES MIL (CAMPUS PARANAGUÁ)

 

O Mulheres Mil está inserido no conjunto de prioridades das políticas públicas do Governo do Brasil, especialmente nos eixos promoção da eqüidade, igualdade entre sexos, combate à violência contra mulher e acesso à educação. O programa também contribuiu para o alcance das Metas do Milênio, promulgada pela ONU em 2000 e aprovada por 191 países. Entre as metas estabelecidas estão a erradicação da extrema pobreza e da fome, promoção da igualdade entre os sexos e autonomia das mulheres e garantia da sustentabilidade ambiental.

Integrado a essas prioridades, o Mulheres Mil tem como objetivo promover até 2010 a formação profissional e tecnológica de cerca de mil mulheres desfavorecidas das regiões Nordeste e Norte. A meta é garantir o acesso à educação profissional e à elevação da escolaridade, de acordo com as necessidades educacionais de cada comunidade e a vocação econômica das regiões.

Estruturado em três eixos – educação, cidadania e desenvolvimento sustentável – o programa possibilitará a inclusão social, por meio da oferta de formação focada na autonomia e na criação de alternativas para a inserção no mundo do trabalho, para que essas mulheres consigam melhorar a qualidade de suas vidas e das de suas comunidades.

Executado em sistema de cooperação entre os governos brasileiro e canadense, no Brasil, é implementado pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC), Assessoria Internacional do Gabinete do Ministro (AI/GM), Agência Brasileira de Cooperação (ABC), os Centros Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Cefets), Escola Técnica Federal, Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica (Redenet) e o Conselho de Dirigentes dos Centros Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Concefet). O governo canadense é representado pela Agência Canadense para o Desenvolvimento Internacional (CIDA/ACDI) e a Associação do Colleges Comunitário do Canadá (ACCC) e Colleges parceiros.

Em 2009, a Setec tem como meta expandir o programa para outras regiões do País, visando transformá-lo em uma política pública a ser implementada em todos os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (Ifets) do país, ampliando a oferta para as mulheres desfavorecidas do Brasil.

 

Todo conhecimento […] deve conter

Um mínimo de contra-senso, como os
antigos padrões de tapete ou de frisos
ornamentais, onde sempre se pode
descobri, nalgum ponto, um desvio
insignificante de seu curso normal.
Em outras palavras: o decisivo não é
O prosseguimento de conhecimento em
Conhecimento, mas o salto que se dá
em cada um deles.

Walter Benjamim

 

Português;  Matemática; Saúde da mulher; Cidadania; Ética; Artesanato.

 

O programa é administrado pelas gestoras Adriana Ferreira Gama e Aline Renée Benigno dos Santos, e conta com a participação de bolsistas, estagiários e voluntários, estando como bolsistas Atalita Chrisostomo, Larissa Teles, Edson e Hudson Luiz, estagiárias Jamile Vieira Dos Santos e Mariana Escomação e voluntários Luana Franca e Ígor Pereira.

 

O Programa Mulheres Mil está inserido no conjunto de prioridades das políticas públicas do Governo do Brasil, especialmente nos eixos promoção da equidade, igualdade entre sexos, combate à violência contra mulher e acesso à educação.
No campus Paranaguá do IPFR, o Programa começou neste ano, após ser realizado desde 2008 em outros câmpus do Estado.

 

Fotos: Arquivo IFPR – Jornalista: Marcos Silva

 

« « Visita Técnica na APPA   Visita Técnica ao Porto de Paranaguá » »